Podcasts de história

Linha do tempo do Imperador Taizong de Tang

Linha do tempo do Imperador Taizong de Tang


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

  • 598 - 649

    Vida de Li-Shimin, imperador Taizong da China.

  • 626 - 649

    O processo de impressão em xilogravura se desenvolve sob o reinado do Imperador Taizong da Dinastia Tang.

  • 630

    Taizong derrota os Goturks.

  • 634

    Taizong assina tratado de paz entre o Tibete e a China.

  • 638

    Taizong conhece Wu Zhao, a futura imperatriz Wu Zetian.

  • c. 638

    Wu Zhao torna-se concubina do Imperador Taizong.

  • 640 - 649

    Campanhas militares de Taizong na Bacia do Tarim, anexada à China.


Dinastia Tang

A Dinastia Tang, que durou quase 300 anos de 1618 a 1907, foi o mais longo e o segundo maior império da China. Ele compartilhava muitas semelhanças com a Dinastia Han, incluindo a área de terras, capitais, população e até mesmo o comércio com outras nações. A Dinastia Tang começou logo após o colapso da Dinastia Sui. A poderosa família Li tomou o poder quando a Dinastia Sui começou a declinar e os imperadores da família mantiveram o poder durante o período Tang. Durante grande parte dessa era, a China foi a nação mais poderosa e próspera do mundo.


Quando foi a linha do tempo da Dinastia Tang?

Leia a resposta completa aqui. Em relação a isso, quando a dinastia Tang começou e terminou?

dinastia Tang. Visualizando o registro da história chinesa, você encontrará o Dinastia Tang era o período histórico mais brilhante da história da China. Fundada em 618 e final em 907, o estado, sob a decisão do Espiga Imperadores, tornou-se o país mais poderoso e próspero do mundo.

  • Dinastia Tang.
  • Li Yuan estabelece a dinastia Tang.
  • O motim do Portão de Xuanwu desestabiliza o governo do imperador Gaozu. (2 de julho de 626)
  • Li Shimin torna-se imperador Taizong de Tang. (Setembro de 626)
  • Taizong patrocina a disseminação do Cristianismo Nestoriano e do Budismo.
  • O Islã é introduzido na China.
  • Os Tang controlam a fronteira turca.

Considerando isso, quando foi o surgimento da Dinastia Tang?

o dinastia Tang (618-907 DC) é regularmente citado como o maior imperial dinastia na história chinesa antiga. Foi uma época de ouro de reformas e avanços culturais, que estabeleceram as bases para políticas que ainda hoje são observadas na China. O segundo imperador, Taizong (598-649 dC, r.

Como a Dinastia Tang caiu?

Em 907 o Dinastia Tang foi encerrado quando Zhu depôs o Imperador Ai e assumiu o trono para si (conhecido postumamente como Imperador Taizu de Liang Posterior). Ele fundou o Later Liang, que inaugurou o Five Dinastias e período dos Dez Reinos. Um ano depois, Zhu envenenou o deposto imperador Ai até a morte.


Li Shimin - Imperador Taizong de Tang

Nascido em 598 no condado de Wugong, na atual província de Shaanxi, Li Shimin era o segundo filho de Li Yuan, então chefe da cidade de Taiyuan. Quando menino, ele tem uma coragem extraordinária e uma visão perspicaz. Em 615, quando o imperador Yang da dinastia Sui (581-618) foi sitiado pelo exército Tujue, Li se ofereceu para liderar uma operação de resgate, tornando-se famoso aos dezesseis anos. Em 517, vendo que o regime Sui estava à beira do colapso, ele encorajou e ajudou seu pai a tramar o estabelecimento de uma nova dinastia. Depois que a guerra começou em Jinyang por Li Yuan, ele e seu irmão mais velho Li Jiancheng lutaram lado a lado com o exército Sui. Não muito depois, o exército de Li conquistou a capital Chang & # 39an (atualmente Xi'an). Então, Li Yuan se proclamou Rei de Tang. Enquanto isso, Li foi instalado como Qinguogong (um vassalo de seu pai). Mais tarde, quando Li Yuan fundou a Dinastia Tang e foi coroado como Imperador Gaozu, Li Shimin recebeu o título de Qin Wang (Duque de Qin), enquanto Li Jiancheng foi nomeado Príncipe.

Como imperador Taizong, os talentos militares de Li Shimin foram trazidos à tona. Sucessivamente, ele derrotou os Tujue no norte e capturou Tuguhun e Gaochangguo no oeste. Isso fez de Tang a potência dominante no leste da Ásia e o imperador Taizong posteriormente assumiu o título de & lsquoHeavenly Khan & # 39. Em 638, ele derrotou o exército do líder tufano Sontzen Gampo, mas mais tarde permitiu que a princesa Wencheng se casasse com Gampo. Ao lidar com assuntos de estado, entretanto, Li Shimin aprendeu duras lições sobre as razões da queda de Sui. Um exemplo foi a guerra que ele lançou contra Gaoli em seus últimos anos, que provou ser um desperdício de dinheiro e mão de obra. Mas Li também era inteligente e modesto o suficiente para receber críticas de seus conselheiros. Um chanceler leal chamado Wei Zheng realmente apontou nossos mais de 200 erros cometidos ao longo do tempo pelo imperador, que acabou corrigindo todos eles. O imperador acabou por ser econômico e se importou muito com seu povo. Além disso, ele deu tratamento igual às minorias étnicas. Ele nomeou muitos deles como altos funcionários de sua corte. Como político, ele aprimorou os antigos sistemas políticos, cuach e Sistema Jun Tian (Sistema de Equalização de Terras) Sistema Educacional Keju e o Sistema de Três Departamentos e Seis Ministérios. Tentando governar o país pela lei, ele também promulgou Da Tang Lv (lei estadual de Tang) que teve uma profunda influência na história chinesa.

Mural colorido da dinastia Tang,
Mausoléu de Zhaoling

Li Shimin também tinha um gosto literário altamente desenvolvido. Ele compôs muitos poemas e foi um calígrafo talentoso. A fim de ensinar sua descendência e comemorar sua experiência imperial, ele escreveu um livro chamado Di Fan (modelo de um imperador). Outro livro importante chamado Zhen Guan Zheng Yao catalogou toda sua experiência administrativa e se tornou um livro de referência para monarcas e líderes em muitos outros países. Durante o reinado de vinte anos do imperador Taizong, a economia nacional tornou-se próspera, a sociedade era razoavelmente estável e as pessoas viviam em harmonia pacífica. É por isso que seu reinado é lembrado como Zhen Guan e como a base para o período glorioso posterior da Dinastia Tang.

À medida que envelhecia, Li Shimin teve dificuldade em selecionar seu sucessor. No início, ele escolheu seu filho mais velho, Li Chengqian, como príncipe. Mais tarde, ele colocou seu quarto filho, Li Tai, em uma posição importante que fez Li Chengqian suspeitar. Este último deu um golpe e tentou matar Li Tai. A conspiração falhou e Li Chengqian foi rebaixado ao status de plebeu. Com medo de que a tragédia do Portão de Xuanwu pudesse ser repetida, Li Shimin então rebaixou Li Tai e escolheu seu nono filho Li Zhi como Príncipe. Mais tarde, ele se tornaria o imperador Gaozong.

Em 649, o imperador Taizong contraiu disenteria e logo depois morreu no palácio Hanfeng em Chang & # 39an. Mais tarde, ele foi enterrado no nordeste do condado de Liquan, na província de Shaanxi. Seu túmulo é chamado Zhao Ling (Mausoléu de Zhao).


Imperador Taizong de Tang

O Imperador Taizong, também conhecido como Li Shimin, foi o segundo imperador da Dinastia Tang da China. Ele é conhecido como um patrono ativo do budismo e das artes, e por estabelecer o Código da Lei Tang, que teria uma profunda influência sobre todas as dinastias chinesas posteriores, bem como sobre as estruturas legais em todo o Leste Asiático. As reformas Taika japonesas de 645, por exemplo, baseavam-se intimamente no Código Tang.

Taizong garantiu sua sucessão ao trono matando abertamente seu irmão mais velho e fazendo com que um de seus oficiais matasse o próximo na linha. Em 624, ele forçou seu pai, o imperador Gaozu de Tang, a abdicar e, dois anos depois, ele próprio assumiu o trono. Apesar dessas terríveis violações de piedade filial, pelas quais ele teria sido levado a julgamento pelo Rei Yama, Senhor do Inferno, Taizong é geralmente considerado um imperador justo e virtuoso. Na verdade, ele está entre os imperadores mais proeminentes da história chinesa. A lenda de seu julgamento termina com ele sendo caracterizado como um Rei Sábio, e suas ações justificadas pela lógica de que um grande Rei Sábio fará qualquer coisa para garantir a prosperidade e segurança do reino.

Taizong inicialmente proibiu viagens além das fronteiras do império, e o famoso viajante Xuanzang (herói de Jornada para o Oeste) teve que fugir do país em sua famosa jornada para a Índia, no entanto, ao retornar, ele foi calorosamente recebido pelo imperador Taizong.

O Código da Lei Tang, formulado durante o reinado de Taizong, é o mais antigo código de lei totalmente existente na China. Consistia principalmente em listas de crimes e punições apropriadas, e era freqüentemente revisado. No entanto, apesar dessas revisões, as formas básicas e a lógica legal ou ética do Código continuaram a ter impactos profundos em todo o Leste Asiático. O Código estabeleceu muitas das estruturas básicas da burocracia administrativa e judicial que seriam adotadas ou adaptadas por dinastias posteriores e regimes estrangeiros, bem como a categorização de crimes e a divisão da sociedade chinesa em elites, plebeus e os "médios" classe (inferior).

Taizong tentou evitar as disputas de sucessão que o levaram ao poder, então nomeou oficialmente seu filho mais velho seu herdeiro bem no início de seu reinado. Aquele filho, no entanto, cresceu bastante problemático, insistindo em levar um estilo de vida fortemente turco e recusando-se a falar chinês, bem como engajar-se em certas atividades que seu pai achava desagradáveis. Quando foi descoberto que este filho mais velho planejou matar seu irmão mais novo, o filho mais velho foi executado, e o irmão mais novo tornou-se herdeiro.

Quando Taizong morreu em 649, ele foi enterrado com a cópia original do livro de Wang Xizhi Prefácio do Pavilhão Orquídea, que continua a sobreviver até hoje em cópias posteriores, e que é a mais famosa e celebrada de todas as obras da caligrafia chinesa. Como o príncipe herdeiro era visto como excessivamente apaixonado pela cultura nômade ("bárbara"), chegando a viver em uma yurt, e como o próximo na linha depois dele era visto como estando muito envolvido em intrigas políticas para ser confiável , Taizong foi sucedido por seu filho, que se tornou o imperador Gaozong de Tang. Para ele, Taizong deixou um Plano para o imperador (Difan) para ajudar a orientar Gaozong em um governo bem-sucedido, eficaz e virtuoso. & # 911 e # 93


Taizong

Nossos editores irão revisar o que você enviou e determinar se o artigo deve ser revisado.

Taizong, Romanização Wade-Giles T’ai-tsung, Nome pessoal (xingming) Zhao Jiong, nome original Zhao Kuangyi, ou Zhao Guangyi, (nascido em 939, China — morto em 997, China), nome do templo (miaohao) do segundo imperador da dinastia Song (960–1279) e irmão do primeiro imperador, Taizu. Ele completou a consolidação da dinastia. Quando o imperador de Taizu morreu em 976, o trono foi passado para Taizong, e não para o filho do primeiro imperador, presumivelmente contra a vontade do primeiro imperador. Essa especulação é reforçada pelo fato de que, depois de se tornar imperador, Taizong, antes um homem brando e tolerante, tratou seu irmão mais novo e seu sobrinho com tanta crueldade que eles se suicidaram.

Três anos depois de assumir o trono, o imperador Taizong assumiu os dois estados independentes restantes no sul da China, quase concluindo a unificação do império. Mas nas relações exteriores ele teve menos sucesso. Quando ele tentou recuperar o antigo território do norte da China entre Pequim e a Grande Muralha, ele sofreu uma derrota desastrosa nas mãos das tribos Khitan (chinesas: Qidan) que ocuparam a área e assumiram o nome dinástico de Liao (907-1125) . A luta continuou até 1004, quando o sucessor de Taizong concordou em desistir das reivindicações daquela região.

Na administração civil, Taizong deu atenção especial à educação, ajudando a desenvolver o sistema de exames para o serviço público e a promover seu uso na determinação do ingresso na burocracia. Ele centralizou o controle de forma mais completa do que nunca na história chinesa, concentrando grande poder nas mãos do imperador. Ele seguiu o sistema de prefeituras da dinastia Tang e dividiu a China em 15 províncias, cada uma das quais estava sob um governador. No final do reinado de Taizong, o governo Song havia se estabelecido e a dinastia havia começado suas grandes conquistas culturais e econômicas.


A Rota da Seda se estende até o planalto Qinghai-Tibete no sul

Vestido de Seda na Dinastia Tang
Antes da Dinastia Tang, uma nova rota foi aberta entre o planalto Qinghai-Tibete e o sul de Xinjiang. No século sétimo, Tubo (o antigo nome do Tibete) assumiu o poder neste planalto e abriu caminho para o Nepal através da cordilheira de Karakoram. Em 641, o casamento entre a Princesa Wencheng e Sontzen Gampo (o governante do Tibete) deu uma grande contribuição à extensão da Rota da Seda e ao intercâmbio cultural entre a China e o Tibete. Portanto, esta estrada antiga serpenteava sucessivamente sobre Aerchin, Cordilheira Karakoram, e se ligava ao Planalto Qinghai-Tibete.


Linha do tempo da história, arte e cultura chinesa

A cerâmica mais antiga conhecida no mundo tem cerca de 20 mil anos e foi escavada em um local na atual província de Jiangxi. Isso significa que a cerâmica é anterior até mesmo ao desenvolvimento da agricultura na China.

A seda é feita de fibras do casulo do bicho-da-seda, e a domesticação dos bichos-da-seda começou na China por volta de 2700 aC. A seda se tornou uma das mercadorias mais importantes da Rota da Seda, a rede de rotas comerciais que surgiu no século II aC e se estendeu da China a Roma.

A civilização chinesa fez grandes avanços ao emergir do período Neolítico e entrar na Idade do Bronze. Um fator nessa mudança foi a capacidade de localizar e extrair depósitos naturais de cobre e estanho para a fabricação de bronze. As fundições capazes de aquecer os minérios a temperaturas altas o suficiente para misturar e fundir o metal foram estabelecidas nas áreas do norte da China por volta de 1800 aC.

O Período Neolítico, ou Nova Idade da Pedra, é caracterizado pelo início de um estilo de vida humano estabelecido. As pessoas aprenderam a cultivar plantas e a domesticar animais para se alimentar, em vez de depender apenas da caça e coleta. A escultura em cerâmica e jade emergiu como artesanato importante neste período.

A escrita em osso de oráculo, a forma mais antiga conhecida de escrita sistemática chinesa, data dos séculos XIV a XI AEC. O início e o fim acentuados de cada golpe se relacionam às origens do script na escultura de textos de adivinhação em cascos de tartaruga e nos ossos achatados de certos animais. Esses textos antigos foram usados ​​principalmente para prever eventos futuros em nome do governante.

Lady Hao, ou Fu Hao, era uma consorte real na corte de Shang. A dela foi a única tumba daquele período que permaneceu intocada pelos saqueadores, seu conteúdo a ser descoberto por arqueólogos no século XX. A riqueza de objetos escavados de seu cemitério Yinxu ajudou os estudiosos a compreender melhor a dinastia Shang e demonstrar o status de elite ao qual Fu Hao ascendeu como mulher na China da Idade do Bronze.

A dinastia Shang é a primeira dinastia da história chinesa que é verificada por meio de evidências escritas e arqueológicas. É claro a partir de descobertas arqueológicas que os governantes Shang estabeleceram uma ordem social estável. Como muitas outras sociedades, eles o fizeram por meio da religião e de práticas rituais compartilhadas.

O período de primavera e outono é o primeiro de dois períodos que compreendem a dinastia Zhou oriental, sendo o segundo o turbulento período dos Reinos Combatentes. Nomeado para o texto clássico Os anais da primavera e do outono, este período foi um período de grande florescimento para a filosofia chinesa. Foi a época de Confúcio e Laozi, entre outros pensadores influentes.

Laozi foi um pensador extraordinário que floresceu durante o século VI aC. Ele é considerado o fundador do Daoísmo, um sistema complexo de crenças que defende que todas as pessoas seguem o Tao, ou o "Caminho" - o caminho natural do universo. Alguns estudiosos modernos sugerem que Laozi pode ser uma figura lendária, em vez de histórica.

Confúcio desenvolveu um sistema de pensamento conhecido como Confucianisum, uma das forças culturais mais importantes de toda a história chinesa. Nascido no estado do Lu durante um período de agitação política, ele destacou a importância do bom governo, a correta inserção da pessoa na estrutura familiar e social e o papel dos ritos próprios.

Han Fei foi um filósofo que viveu durante o período dos Reinos Combatentes na China. Ele é a figura mais associada a uma escola de pensamento chamada Legalismo, que se tornou influente no final da dinastia Qin. Han Fei acreditava que o comportamento humano deveria ser regulado pela obediência a padrões estritos impostos por um sistema de recompensas e punições.

Qin Shihuangdi unificou a China e se tornou o primeiro imperador da dinastia Qin em 221 AC. Como imperador, ele padronizou pesos e medidas, cunhagem e o sistema de escrita. Qin Shihuangdi era um líder severo, intolerante a qualquer ameaça ao seu governo e conhecido por queimar livros e enterrar vivos centenas de estudiosos durante seu reinado. Ele também é famoso pelos guerreiros de terracota enterrados em sua tumba na atual Xi'an.

Liu Bang foi um líder na rebelião contra a dinastia Qin e se tornou o primeiro imperador da dinastia Han em 202 aC. Ele foi posteriormente conhecido como Imperador Gaozu de Han.

O povo Zhou conquistou os Shang por volta de 1050 aC e estabeleceu sua própria dinastia. Os Zhou compartilhavam muitas semelhanças culturais com os Shang. Eles realizavam rituais religiosos semelhantes, usavam vasos de bronze e praticavam adivinhação. A dinastia Zhou é dividida em dois períodos: o Zhou Ocidental (1050–771 AC) e o Zhou Oriental (771–221 AC).

Durante a dinastia Qin, Qin Shihuangdi ordenou que a Grande Muralha fosse construída para proteger seu império da invasão do povo Xiongnu. No entanto, a Grande Muralha, tal como existe hoje, não foi concluída até a dinastia Ming.

No final de um período de divisão política conhecido como período dos Reinos Combatentes, o estado de Qin conquistou todos os outros estados e estabeleceu a dinastia Qin. Foi o primeiro estado unificado da China cujo poder foi centralizado em vez de espalhado entre diferentes reinos no norte e no sul. Embora tenha durado apenas cerca de quinze anos, a dinastia Qin influenciou muito os próximos dois mil anos da história chinesa.

Sima Qian era um oficial imperial da dinastia Han. Ele é mais conhecido por compor Registros do Grande Historiador, uma história abrangente da China iniciada por seu pai Sima Tan e um dos textos clássicos chineses mais influentes.

A Rota da Seda era uma rede antiga de rotas comerciais terrestres e marítimas estabelecidas durante a dinastia Han (206 aC a 220 dC) que existiu até meados da dinastia Ming (1368 a 1644). Essas rotas comerciais se estendiam da China pela Ásia ao Oriente Próximo, Mediterrâneo e África Oriental.

Ban Zhao era uma estudiosa do sexo feminino durante a dinastia Han. Além de seu trabalho como historiadora, Ban Zhao foi autora do influente texto confucionista Lições para mulheres.

Por volta de 100 dC, os missionários levaram os ensinamentos do Buda de seu local de nascimento no sul da Ásia para a China.

O primeiro dicionário chinês, Shuowen Jiezi, foi publicado por volta de 100 dC.

O papel foi inventado na China durante a dinastia Han.

A dinastia Han reuinificou a China após a guerra civil após a morte de Qin Shihuangdi em 210 aC. É dividido em dois períodos: o Han anterior (ou ocidental) e o Han posterior (ou oriental). A dinastia Han foi um período crucial na história da China, quando muitas bases foram estabelecidas para aspectos duradouros da sociedade chinesa.

Tao Yuanming foi um poeta recluso que viveu durante o período de divisão da China. Também conhecido pelo nome de Tao Qian, ele é um dos escritores mais célebres da história literária chinesa. Entre suas obras mais conhecidas está a famosa história "Peach Blossom Spring".

No final do século V, o crítico de arte Xie He (ativo 479–502) propôs os chamados Seis Princípios como os critérios essenciais para julgar a qualidade da pintura chinesa e os valores estéticos e as preocupações que ele enunciou em seu ensaio. uma profunda influência nas gerações posteriores.

O imperador Wendi foi o primeiro imperador da dinastia Sui (581-618). Embora tenha durado pouco tempo, a dinastia estabelecida por Wendi foi significativa na reunificação da China após o longo período de divisão, abrindo caminho para a grande dinastia Tang.

Li Yuan foi o imperador fundador da dinastia Tang, inaugurando uma era de ouro na história chinesa. Ele também é conhecido como Imperador Gaozu de Tang.

O exame imperial teve suas raízes na dinastia Sui (581-618) e foi firmemente estabelecido durante o Tang (618-907). Este concurso público altamente competitivo enfatizou o conhecimento dos clássicos confucionistas e foi significativo para instituir a atribuição de cargos oficiais com base no mérito. Continuou a ser um pilar importante do sistema imperial chinês até ser abolido em 1905, quando esse sistema se aproximava do seu fim.

O Período da Divisão refere-se aos quatrocentos anos após a queda da dinastia Han. Apesar de sua instabilidade política e social, esta era testemunhou um florescimento de cultura, ideias e arte comparável ao do Renascimento europeu. As constantes trocas culturais entre a China e o Ocidente e a relativa estabilidade política no final do período pavimentaram o caminho para a chegada da gloriosa dinastia Tang.

A imperatriz Wu, também conhecida como Wu Zhao ou Wu Zetian, estava entre as mulheres mais poderosas da história chinesa. Uma concubina do imperador Taizong e mais tarde esposa do imperador Gaozong, ela efetivamente governou a dinastia Tang durante o reinado do doente Gaozong (reinou de 649-683) e após sua morte, antes de estabelecer sua própria dinastia Zhou de curta duração.

O imperador Xuanzong foi o sétimo imperador da dinastia Tang. Seu reinado terminou após o início da Rebelião An Lushan liderada por um de seus próprios generais.

Du Fu é considerado por muitos o maior poeta chinês junto com seu contemporâneo Li Bai, também conhecido como Li Bo. Du Fu viveu durante a dinastia Tang e é um símbolo da época de ouro da poesia à qual a cultura chinesa ascendeu naquele período.

A Rebelião An Lushan foi um levante liderado pelo General An Lushan (703-757), que tentou derrubar o imperador Xuanzong da dinastia Tang e se declarar imperador. Embora sem sucesso, a Rebelião An Lushan teve efeitos duradouros sobre o Tang, que foi irreversivelmente enfraquecido pelo conflito.

A impressão em xilogravura surgiu na China no século IX, durante a dinastia Tang.

Os explosivos de pólvora foram usados ​​pela primeira vez na China por volta do século X.

A dinastia Tang é considerada uma época de ouro na história chinesa. Conhecido por seu forte poder militar, relações diplomáticas bem-sucedidas, prosperidade econômica e cultura cosmopolita, Tang China foi um dos maiores impérios do mundo medieval. Durante a dinastia Tang, a China expandiu seu território e garantiu paz e segurança nas rotas de comércio terrestre - a Rota da Seda - que chegava até Roma.

Su Dongpo, também conhecido como Su Shi, foi um oficial acadêmico, escritor e artista que viveu durante a dinastia Song do Norte. Poeta, pintor e calígrafo de renome, ele é a figura mais associada à florescente cultura letrada daquele período.

A dinastia Song do Norte começou a se desintegrar depois que um programa de reforma fracassado - proposto em 1076 pelo conselheiro-chefe, Wang Anshi - colocou os burocratas conservadores contra os proponentes da reforma. Os Jurchen Jin no norte se voltaram contra a corte enfraquecida e entraram na capital Song, Bianliang, em 1127. O príncipe Kang da dinastia Song recuou para o sul e restaurou Song em Lin'an (Hangzhou moderno), estabelecendo a dinastia Song do sul.

Zhu Xi foi um filósofo influente que viveu durante a dinastia Song do sul. Ele é a figura mais associada a uma escola de pensamento chamada Neo-Confucionismo, que surgiu como uma resposta confucionista aos discursos taoístas e budistas da época.

Khubilai Khan foi o líder do Império Mongol de 1260 até sua morte em 1294. Quando Khubilai Khan derrotou os Song do Sul e proclamou a dinastia Yuan em 1279, a China foi reunida sob domínio estrangeiro como parte de um Império Mongol maior.

Marco Polo (1254–1324) foi um explorador italiano que passou quase duas décadas na China durante a dinastia Yuan. Embora alguns estudiosos duvidem da veracidade das afirmações de Marco Polo, os relatos de suas viagens foram significativos para oferecer aos europeus uma janela para a civilização chinesa, que o explorador tinha em alta estima.

Após um período de turbulência e divisão política, a dinastia Song foi uma época de estabilidade que permitiu o florescimento econômico, cultural e artístico. Foi caracterizada por um afastamento da nobreza como base da classificação oficial e em direção a um sistema de meritocracia baseado no concurso público. A dinastia Song foi dividida em dois períodos: a Canção do Norte (960–1126) e a Canção do Sul (1127–1279).

Zhu Yuanzhang foi um líder rebelde do sul da China que expulsou a corte Yuan da China propriamente dita em 1368. Ele proclamou a dinastia Ming e se declarou imperador após liderar a revolta para derrotar o Yuan.

Estabelecido pelo Império Mongol de Khubilai Khan, a dinastia Yuan foi a primeira dinastia estrangeira na história chinesa a governar toda a China. Enquanto as autoridades mongóis dominavam a corte, muitos acadêmicos-oficiais chineses se retiraram da vida pública para buscar o cultivo artístico, especialmente a pintura de paisagens.

A partir de 1405, Zheng He embarcou em uma série de sete expedições navais do Sudeste Asiático e do Oceano Índico, e foi até a costa leste da África. No entanto, sob a pressão da corte dominada pelos confucionistas que restringia as relações e o comércio no exterior, as atividades marítimas e a construção naval foram reduzidas após a última dessas viagens ter sido concluída em 1433.

Durante a dinastia Ming, o imperador Yongle ordenou a construção do complexo do palácio agora conhecido como Cidade Proibida em Pequim. A construção foi concluída em 1420.

Matteo Ricci (1552–1610) foi um missionário jesuíta da Itália que chegou à China no final do século XVI. Em 1601, o imperador Wanli o convidou para servir na corte Ming, onde Ricci compartilhou seu conhecimento da ciência ocidental e da cartografia, além de promover o engajamento intercultural por meio da escrita e tradução de vários textos importantes.

A China voltou ao domínio chinês nativo com o estabelecimento da dinastia Ming. A dinastia Ming gerou conquistas significativas, incluindo a restauração da Grande Muralha, grandes expedições navais, comércio marítimo, uma economia monetizada, o desenvolvimento do romance, a expansão da impressão e a produção de porcelana, pinturas, laca e têxteis excepcionais. O último século da dinastia foi marcado por problemas de fronteira, menos safras devido a uma onda de frio devastadora, instabilidade fiscal e corrupção na corte.


Linha do tempo do Imperador Taizong de Tang - História

O imperador Gaozu de Tang (566-635) foi o fundador e primeiro imperador desta grande dinastia. Ele nasceu como Li Yuan e recebeu o nome de cortesia de Shude. Ele adotou o nome de Gaozu, que significa Alto Fundador ou Progenitor, ao estabelecer a Dinastia Tang em 618.

Vida pregressa

Li Yuan (Gaozu) nasceu para ser pai de Li Bing, duque Ren de Tang, e mãe, duquesa Dugu. Li Yuan herdou o título de duque de Tang quando seu pai morreu em 572. Quando Wei do norte caiu para a dinastia Sui em 582, Li Yuan manteve esse título, pois era sobrinho do imperador fundador e esposa do imperador # 8217.

Nos primeiros anos da dinastia Sui, Li Yuan foi governador do primeiro imperador Wen e, posteriormente, do imperador Yang (Li Yuan & # 8217s, primeiro primo). Durante um período de turbulência em 613, Li Tuan tornou-se general militar encarregado das operações na região a oeste de Tong Pass.

Ele se recusou a voltar quando o imperador Yang o chamou de volta naquele mesmo ano. Durante esse tempo, Li Yuan ganhou muita experiência e apoio militar.

Em 615, Li Yuan estava no comando das operações militares na área de Hedong. Em 616, ele se tornou governador com base na vital cidade de Taiyuan. Aqui ele continuou a reunir poder e apoio. Ele também desenvolveu relações pacíficas com os Gokturks, povos nômades que dominavam o importante comércio da Rota da Seda.

Por volta dessa época, o governo da dinastia Sui estava se desintegrando. Li Yuan começou a planejar uma rebelião a pedido de seu segundo filho, Li Shimin. Ele fortaleceu suas tropas alegando que era necessário devido às ameaças do Tujue Oriental. Ele disfarçou seus esforços como uma campanha para tornar Yang You, neto do imperador Yang & # 8217, o imperador. Com a ajuda de vários de seus filhos e filhas, Li Yuag foi capaz de capturar a capital de Chang & # 8217an e estabeleceu Yang You como Imperador Gong de Sui no final de 617. Embora muitas cidades continuassem a reconhecer o Imperador Yang, Li Yuan e seus exércitos continuou derrotando-os gradualmente.

Dinastia Tang

No início de 618, o imperador Yang foi morto por seu general. Li Yuan convenceu o imperador Gong a renunciar ao poder. Li Yuan estabeleceu a Dinastia Tang e se tornou o Imperador Gaozu em 18 de junho de 618. Ele foi o imperador durante os primeiros oito anos da Dinastia Tang. Seus filhos receberam títulos e posições reais, incluindo Li Shimin, chamado Príncipe de Qin.

O imperador Gaozu trabalhou para conquistar outras regiões, unificando assim a China sob o domínio da nova dinastia Tang. Ele restaurou muitas políticas do imperador Sui Wen original, revertendo várias mudanças implementadas pelo imperador Wang. Ele também relaxou as leis severas da região e trabalhou para promover o comércio.

O imperador Gaozu enfrentou vários desafios militares no início da Dinastia Tang, o primeiro dos quais veio de Xue Ju, o líder de uma pequena dinastia vizinha. Xue Ju adoeceu e morreu no início da batalha, e as forças lideradas por Li Shimin logo derrotaram seu antecessor. Várias outras tentativas de levantes foram derrotadas pelos exércitos comandados por Li Shimin, resultando na incorporação de novas regiões na Dinastia Tang.

Em 1920, os exércitos Tang comandados por Li Shimin começaram a invadir o estado de Zheng. Wang, líder de Zheng, criou uma aliança com Dou, líder do estado Xia. Apesar da quase vitória dessas forças combinadas, eles foram derrotados pelas forças Tang em 1921. O território Zhenge e, brevemente, o território Xia foram incorporados à Dinastia Tang. Naquele mesmo ano, Liang e Wu foram derrotados, e essas regiões também se tornaram parte da dinastia Tang, que crescia rapidamente.

Enquanto a Dinastia Tang estava começando a prosperar, a rivalidade estava se formando entre os filhos do Imperador Gaozu. Li Shimin tinha os melhores recordes militares e suas forças levaram à derrota dos principais rivais da Dinastia Tang e do # 8217. Isso o levou a ter uma reputação militar superior, bem como o favor de seu pai, que considerou nomear Li Shimin príncipe herdeiro. Enquanto isso, Li Jiancheng fez suas próprias contribuições significativas, embora menos impressionantes. Outro filho, Li Yuanji, apoiou Li Jiancheng e ajudou na petição do imperador Gaozu para torná-lo príncipe herdeiro.

Em 622, Li Jiancheng liderou a batalha contra Liu Heita & # 8211 a única ameaça séria remanescente para a Dinastia Tang. No ano seguinte, Liu foi capturado por um de seus próprios oficiais. Ele foi entregue a Li Jiancheng, que o executou. Pouco depois, a vitória foi declarada. A meta de unir a China estava quase concluída. Por volta de 624, entretanto, Li Jianchenge começou a aumentar seus exércitos contra os desejos do imperador Gaozu e ignorou suas decisões. Quando o imperador soube disso, ele prendeu Li Jiancheng e prometeu fazer de Li Shimin o príncipe herdeiro. No entanto, assim que Li Shimin deixou a cidade em missão, apoiadores de Li Jiancheng, incluindo Li Yuanji, fizeram uma petição em seu nome com sucesso. O imperador Gaozu o libertou e permitiu que ele permanecesse como príncipe herdeiro.

Fim do reinado como imperador

Durante o reinado do imperador Gaozu, o desenvolvimento econômico e cultural dentro da Dinastia Tang floresceu & # 8211, assim como o poder militar. A única ameaça restante eram os desafios frequentes de Tujue Oriental, perto da capital, Chang & # 8217an. However, by 626 the bitter rivalry between his sons was beginning to overshadow foreign threats.

When Li Shimin fell ill after eating at Li Jiancheng’s palace, both he and the emperor thought it was an assassination attempt. Both sons had loyal officials supporting their case with the Emperor while encouraging them to attack the other first.

The climax of the rivalry came when Emperor was set to send Li Shimin to lead the battle against yet another invasion by the Eastern Tujue. Li Jiancheng convinced the emperor to send Li Yuchi instead. Concerned by the idea that Li Jiancheng’s biggest supporter had a large army in his command, Li Shimin told his father that both Li Jiancheng and Li Yuchi were committing adultery, having relations with their father’s concubines. When Emperor Gaozu summoned the accused pair to return to the capitol, Li Shimin arranged an ambush to kill both of them on their way into the city.

After this brutal attack, Emperor Gaozu established Li Shimin as the crown prince. Only two months later, he released the throne making Li Shimin (who became Emperor Taizong) the Emperor of Tang.

Once retired, Emperor Gaozu had little control or influence on the policies of Tang. Despite relinquishing the throne in 626, he did not leave the main Taiji Palace until 629. At that time he moved to Hongyi Palace, and Emperor Taizong moved into the Taiji Palace. The following year Emperor Gaozu led the celebration when Emperor Taizong accomplished the long sought after victory over the Eastern Tujue. Emperor Gaozu fell ill in 634 and died in 635.


Emperor Taizong of Tang Timeline - History

Historians regard the Tang Dynasty as a high point in Chinese civilization. From its establishment by Li Yuan in AD618 to its downfall in 907, the Tang dynasty, which lasted for 289 years, was a golden age of cosmopolitan culture and it was also the most prosperous dynasty in the history of feudal China.

Chinese culture was at its most sophisticated peak. With the reopening and regaining of importance of the Silk Road in 639, trade was encouraged and new economic and trading ties with different regions were established. The influx of traders brought about an unprecedented "internationalization" of Chinese Society because traders and travelers alike brought new ideas, religions, food, music and artistic traditions into China. Buddhism flourished and Islam was introduced. Li Bai and Du Fu, the greatest poets in China's literal history lived produced their most famous works during the Tang dynasty.

(left - right) Tang Taizong and Tang Xuanzong

The Tang dynasty can be divided into the early period, which was a golden age and the late period, which was one of decline with the An Shi rebellion as its turning point. The golden age consisted of the reigns of Emperor Taizong(AD 627 - 649) and Emperor Xuanzong (AD712 - 755) the Taizong Era was known as the Flourishing Age and was the world leader in politics, economy and culture. The Xuanzong era was known as the Golden Age and it was a peaceful period. However, in the late years of Emperor Xuanzong's reign, the An Shi rebellion threw the Tang Empire into turmoil and it marked the start of its decline.

AD 626: The Xuan Wu Gate Incident

After Li Yuan (Emperor Gaozu) unified the whole of China, there was a political dispute within the imperial family between Prince Li Jiancheng and Li Shimin (who later became Tang Taizong, one of the greatest emperors in Chinese history) about who should become the heir to the throne.

Li Jiancheng was the eldest and Li Shimin was the second eldest. According to the hereditary system, the eldest son was the rightful heir, hence he would be made Crown Prince. However, among Li Yuan's sons, Li Shimin's contributions were the biggest as he defeated four of Tang's most powerful competitors - the Emperor of Qin Xue Rengao , the Dingyang Khan Liu Wuzhou, the Prince of Xia Dou Jiande and the Emperor of Zheng Wang Shicong. Li Jiancheng was completely overshadowed by his younger brother.

As the years passed, Li Shimin made even more significant contributions and that incurred the jealousy of his brothers Li Jiancheng and Li Yuanji (Li Jiancheng and Li Shimin's younger brother) who wanted to eliminate him.

In the summer of AD626, the General Ashina Yushe of Eastern Tujue entered Tang territory and put Wucheng under siege. Under normal circumstances, Li Shimin would be sent to meet the Easter Tujue forces but at Li Jiacheng's recommendation, Emperor Gaozu sent Li Yuanji instead and the troops under Li Shimin were transferred to him. Fearful that Li Jiancheng and Li Yuanji would take the chance to go against him, Li Shimin decided to act by submitting a secret accusation to his father in the night, accusing his brothers of having affairs with his father's concubines and making plans to kill him. Emperor Gaozu then decided to summon his sons to his palace the next morning.

Xuan Wu Gate in Present day China

The next morning, Li Shimin and his brother-in-law Zhangsun Wuji went to Emperor Gaozu's palace early and secretly took command at the north gate of the palace - the infamous Xuan Wu gate. Sensing that something was amiss when they arrived, Li Jiacheng and Li Yuanji began to head back. When Li Shimin alone started chasing after them, Li Yuanji fired arrows at him and a fight erupted in front of the Xuan Wu gate, which was the most important gate to the palace.

In the end, Li Shimin killed Li Jiancheng. Then, he told his father that both his brothers had committed treason and he had executed them. Two months later, Emperor Gaozu passed the throne to Li Shimin, who ascended the throne as Emperor Taizong, becoming one of the greatest emperors that China has ever had.

AD 756 - 763: An Shi Rebellion

The An Shi Rebellion was started by rebel An Lushan and Shi Siming, spanning the reign of three Tang emperors, starting at the reign of Xuanzong and ending at the reign of Dai Zong and was instrumental in the decline of the Tang dynasty.

Although Emperor Xuanzong was credited with bringing China to the pinnacle of culture and power during the Tang Dynasty, he was preoccupied most of the time with everything (the artistic endeavors, his favorite concubine Yang Guifei) but the state affairs. Thus, he placed too much trust in incompetent ministers such as Li Linfu and Yang Guozhong and rebel An Lushan.

An Lushan was given control over the northern area of the lower reaches of the Yellow River by Emperor Xuanzong. With so much land and power under his control, he planned a revolt, taking advantage of the absence of strong troops guarding the palace and of the discontentment with the extravagant lifestyle employed by the court despite a string of natural disasters.

As An Lushan forces continued into the capital Chang'An, Emperor Xuanzong fled to Sichuan with his household. On the way, Xuanzong's bodyguard troops demanded the death of Yang Guifei, whom they viewed as the cause of the emperor's disinterest with state affairs, which was partly allowed the rebellion to take place. Left with no other choice, he ordered his beloved concubine's death. After reaching Sichuan, feeling guilty and saddened by the death of Yang Guifei, Xuanzong abdicated in favor of the Crown Prince.

Led by Emperor Suzong, the imperial forces were aided by internal conflict in the newly formed dynasty headed by An Lushan, who was killed by his son An Qingxu shortly after his ascent to the throne. An Qingxu was then killed by General Shi Siming who recaptured Luoyang soon after. However, Shi Siming was then killed by his son Shi Chaoyi. As it became clearer that the new dynasty would soon topple over, defects to the Tang army began. Shi Chaoyi committed suicide and this ended the rebellion.

Sadly, the rebellion greatly devastated the political and economical climate as well as the intellectual culture of the Tang dynasty. Many intellects had their careers interrupted, leaving them with time to ponder the causes of the unrest. Concluding that a lack of moral seriousness in intellectual culture had been the cause, they started to lose faith in themselves. More importantly, the Tang dynasty was unable to return to its glory days under Taizong and Xuanzong, existing in name only for the next hundred years.

AD 835: The Event of Dew

In the late Tang dynasty, the eunuchs controlled the court and they were so powerful that emperors were abolished as they please. While Emperor Wen Zong was on the throne, some officials devised a plan to get rid of the eunuchs. They announced that there was a pomegranate tree that was covered by dew in the palace and invited all the eunuchs to see that sight. Meanwhile, a group of soldiers hid near the tree so as to kill the eunuchs when they are near. Unfortunately, the soldiers were discovered as one eunuch approached the tree. The emperor was then held hostage. All the officials who participated in the Event of Dew were executed and the emperor was placed under house arrest until he died of depression.

AD 845: Wu Zong Great Anti Buddhist Persecution

The Great Anti Buddhist Persecution was an effort to appropriate war funds by stripping Buddhism of its financial wealth. During this period, all Buddhist clergy had their properties confiscated and were forced into lay life or hiding. Foreign influences were also driven out of China and followers of other religions such as Christianity and Islam were prosecuted. This tragedy lasted for 20 months before the next emperor, Emperor Xuanzong put forth a policy of tolerance in 846.


Assista o vídeo: Emperor Taizong and the Rise of the Tang Dynasty DOCUMENTARY (Pode 2022).